SOMBRAS SOMENTE

12 maio, 2008
  PEDRO BIAL E OS JOVENS BURROS BRASILEIROS



Sábado, convidado do programa ‘Altas Horas’, o Pedro Bial afirmou que noventa por cento dos jovens brasileiros são burros.
Não sei de onde ele conseguiu esse redondo percentual, já que em uma rápida pesquisa pela Net, logo após o programa, não encontrei matéria alguma que amparasse tal afirmativa.
Não posso, contudo, deixar de dar-lhe algum crédito.
Nossa juventude ninada em seus primeiros anos por xuxas, kellykeys, xororós e outros ‘ícones’, parece mesmo mostrar uma certa deficiência. Um rápido ‘tour’ pelo Orkut evidencia isso.
Nesse site de relacionamento escrever de forma estupidamente errada e grotesca virou moda e confere algum ‘status’ aos que assim se comunicam.
Há caixas de recados que uma pessoa não familiarizada com tal modismo não consegue ‘intimder’ nada.
Como essa moda surgiu? Provavelmente como uma forma de camuflar e dar algum toque de elegância ao desconhecimento da nossa língua.
Na entrevista concedida ao Fantástico, Alexandre Nardoni, acusado pelo assassinato de nossa querida Isabella, vomitou tantos erros de português que ainda que não seja culpado pela morte dessa triste criança deveria ser no mínimo condenado por agressão sem dar direito de defesa ao nosso idioma. E note-se que Alexandre Nardoni tem curso superior.
A própria defesa do casal, constituída por três advogados, sendo dois ainda bem jovens, executou seus deveres de forma tão estúpida que chego a acreditar e entender os motivos pelos quais a OAB se queixa de que uma grande parcela dos estudantes aprovados não consegue passar no teste dessa instituição.
Vejam aquelas cartas entregues à imprensa pelo casal Nardoni. Qualquer idiota perceberia pelo estilo idêntico com que foram escritas, chegando a ter frases repetidas nas duas missivas, que foram elaboradas por uma só pessoa na esperança frustrada de conceder alguma aparência de inocência aos acusados.
Poucas vezes vi uma tentativa tão malfadada.
Na própria entrevista concedida ao Fantástico pelo mesmo casal não há nenhuma técnica de convencimento, contra-argumentação, postura de comportamento psicológico adequada e outros tantos artifícios para que os advogados pudessem supor que lograriam algum êxito no que ela fosse concedida.
Ouso dizer que tal entrevista, estupidamente preparada por esses defensores que tiveram dias e dias para ensaiá-la, assinou de vez a sentença de condenação dos Nardoni.
Mas talvez o Pedro Bial tenha exagerado. Não quero crer que tamanha parcela de nossos jovens possa ser enquadrada na posição hierárquica menos favorecida da família dos eqüídeos.
É claro, no entanto, que algumas vezes ficamos realmente estupefatos ao ouvir, por exemplo, nesse mesmo programa do Serginho Groisman, dono do ‘slogan’ convidativo ‘vida inteligente na madrugada’, que quem nasce no Peru é perunista, como assim afirmou um certo jovem ator de considerável projeção nacional.
Ficamos mesmo com uma certa e incômoda pulga atrás da orelha também quando assistimos a esses programas de perguntas e respostas com artistas famosos que nos deliciam com verdadeiras pérolas de conhecimentos gerais.
_ Quem foi Proust? _ pergunta o apresentador.
_ O inventor da próstata? _ taxativo responde o convidado.
Nossa!
_ Kafka?
_ Aquele pastelzinho árabe?
Nossa!
O próprio apresentador Leão chegou a ‘auxiliar’ um de seus convidados sobre uma pergunta referente à bomba de hidrogênio esclarecendo que foi aquela lançada em Hiroshima em ‘1954’.
Nossa!
No programa ‘Show do Milhão’ do Silvio Santos o cantor Zezé Di Camargo não soube responder qual o número que multiplicado por ele mesmo resulta em 49.
Putaquepariu!
_ Quem é o tio do Pato Donald?
_ Peço ajuda aos universitários.
Outro dia um professor de certa faculdade nordestina declarou que os baianos são desprovidos de uma razoável capacidade intelectual.
Caso haja alguma verdade em sua afirmativa acredito que melhor seria se ele estendesse um pouco mais em termos geográficos essa opinião. Não vejo mesmo nenhuma diferença entre a capacidade dos baianos em relação aos paulistas, por exemplo.
Observe que a maior parte dos jovens convidados ao programa ‘Altas Horas’ vem da região Sudeste e outro dia um rapaz questionado sobre se já tinha se relacionado amorosamente com alguém através dos recursos do Orkut respondeu que não se lembrava.
_ Faça uma forcinha. _ solicitou o apresentador visivelmente irritado.
O rapaz não conseguiu mesmo se lembrar.
Se acaso há realmente alguma deficiência no raciocínio de nossos jovens talvez devêssemos estender essa idéia a todos os brasileiros, independente da idade.
Digo isso porque me pareceu uma demonstração de total estupidez e ignorância a manifestação ocorrida com a prisão do casal Nardoni.
“A justiça começou a ser feita”, até sentenciou a mãe de Isabella em entrevista à Rede Globo.
É preciso ser mesmo um completo idiota para acreditar que algum dia será feito justiça na medida adequada a esse caso.
Ainda que o casal seja condenado, após júri popular, no máximo passarão três curtos anos aprisionados. Isso é o que manda e reza a lei para pessoas mais abastadas.
Eu não apostaria sequer nesses três anos.
Dou como exemplo o caso do réu confesso e condenado com agravantes quase idênticas, Pimenta Neves, que ainda não soube o que é passar um mísero natal na cadeia.
E os Nardoni sequer são réus confessos.
A justiça jamais será feita em nenhum desses casos, embora a população acredite burramente que sim.
Interessante que a decretação da prisão preventiva do casal fez-me por em duvida a própria capacidade intelectual do juiz que a decretou e de todos os elementos do nosso Judiciário.
Observem se não tenho alguma razão:
A prisão preventiva exige para a sua decretação que esteja provada a materialidade do crime e haja indícios suficientes de sua autoria.
Ora, a palavra suficiente significa que basta, que satisfaz plenamente. Então não há necessidade de algum tipo de julgamento dos Nardoni já que a Justiça ao aplicar a prisão preventiva deixa bem claro, de acordo com as exigências de tal prisão, que o casal é totalmente culpado, ainda de acordo com os indícios suficientes.
Se houver um julgamento significa dizer que esse juiz talvez tivesse cometido um equívoco com tal prisão e que as provas apresentadas não eram suficientes.
Conseguem entender meu raciocínio?
No momento de uma prisão preventiva o juiz está no mínimo prejulgando e furtando o sagrado direito de defesa do acusado.
Parece que o juiz também amparou essa prisão preventiva no intuito, de acordo com a lei, de acautelar a credibilidade da Justiça e garantir a ordem pública.
Nossa!
Salvo eu estar redondamente enganado, mandar prender alguém para dar credibilidade a uma instituição ou ainda atender a anseio popular não é o que eu entendo exatamente por justiça.
Peço aqui minhas desculpas a esse juiz, que tenho como um excelente magistrado, já que na verdade burros mesmo somos nós quando elegemos burros ainda maiores para a elaboração de nossas leis.
Finalizo lembrando, como já citei, que mês passado um professor de certa faculdade nordestina insinuou que os baianos são menos capacitados intelectualmente, vou assim dizer.
Houve uma justa indignação de toda a sociedade baiana.
Sábado, convidado do programa ‘Altas Horas’, o Pedro Bial afirmou que noventa por cento dos jovens brasileiros são burros.
Na saída do programa foi aplaudido entusiasticamente por todos os jovens presentes na platéia.
Deus meu! É possível então que ele esteja certo.
 
Comments:
Caro colega blogueiro. Achei interessante a matéria tema do seu post, porém, não entendi o que tem haver a burrice da juventude com o caso Isabela. Li o texto todo e me pergunto: onde está a conclusão do tema?
Até concordo que o caso Isabela seja tema de "N" dissertações e divagações, mas dentro do seu contexto e não de outro assunto.
Me perdoe, mas não pude deixar de comentar, afinal a "burrice" da juventude é, deveras, mais importante que um fato criminalistico, afinal, muitos dos jovens burros de hoje serão os governantes, os médicos, os construtores e outros profissionais de amanhã.
 
Caro amigo... aproveitando o "gancho" da sua matéria, ainda que concorde com as observações do nosso amigo Galli quanto a você ter se desviado do assunto (mesmo que você o tenha usado para exemplificar, se estendeu muito, dando a impressão de ter colocado duas matérias em uma!)Gostaria de dizer a êle que: não é "tem haver" e sim "tem a ver"! Afinal estamos falando sôbre a - não diria burrice - mas, falta de cultura, conhecimentos gerais, e emprêgo correto da língua portuguesa; o que, a meu ver, é o mais grave!
 
Meu querido,minha estrela!!!!
Parabéns mais uma vêz!!!Você é magnifico!!!
Sabemos pois que as nossas leis arcaicas precisam de reformas urgente.Cadê nossos politicos que não é somente saber votar!
Não temos em quem votar!Não tem escolha pois todos tem o mesmo proposito.Dinheiro e corrupção!
Resta-nos padecer no paraiso que é o Brasil em termos de natureza ois os americanos invejam o que temos mas pouco podemos usufluir pela desigualdade social que nos desclasifica e pelas injustiças das nossas leis devido ao SOS de uma legislação justa pois como um juiz conseguirá julgar?
Abraço amigo!
 
Caro blogueiro...
Acabo de conhecer seu blog por uma amiga "orkutiana" sua. E vim conferir...
E digo, que é um absurdo o que estão fazendo com a minha, a sua, a nossa lingua portuguesa. Fico a imaginar qual não seria o resultado de um texto escrito por essa juventude que cisma em alterar criminalmente a escrita, sim, criminalmente, porque não passa disso. O que esperar de jovens que escrevem ""miguxas", "v6", "faloww", e tantas outros absurdos... Chegará o dia em que nossa lingua passará a ser chamada de "dialeto", o que não está muito longe...
Abraços do tio Yosif.
 
Oi querido...não ligue a troca de letraz maz é que minha filha derramou água no teclado e algumaz letraz não zaem... entendeu?! Bom adorei zuaz colocaçõez e deveríamoz noz unir na rede para boicotar determinadoz membroz dezza elite pitoreca... Eiztem algunz que ze acham tanto que perderam oz laçoz patrióticoz...
 
Amigo blogueiro...Tudo bem?
Bom, gostei muito da sua pequena "tese",sobre o caso dos jovens burros que o Bial afirmou no programa Altas Horas da rede de TV Globo. Não pude de deixar de observar também, alguns comentários que você recebeu, rebatendo sobre o caso dos Nardoni, que na verdade, se todos pudessem realmente olhar bem essa Justiça que nos impera, certamente, encontrariamos mais coas do que verdadeiramente existem neste momento. Acho de uma perfeita lógica apurável, que seu textou nos mostra.
Os jovens brasileiros são grandes burros mesmo, e são os mesmos,parte desses jovens, infelizmente irão representar esse judiciãrio podre que nos envergonha.
 
Olá!!!
Muito bom seu texto. Parabéns!!!
Sobre o massacre de nossa língua, todos os dias observamos inovações e o risco de ver algumas palavras inseridas em nosso dicionário, fruto da sua utilização pela maioria da população e por autoridades da área. É o caso, por exemplo de “No que pertine”, significando "no que se refere", "no que se relaciona" e, pasme, a expressão (na língua portuguesa o verbo "pertinir" não existe!) é muito utilizada pelos “sábios” magistrados (quem sabe os mesmos que decretam Prisões Preventivas) em suas maçudas obras de doutrina jurídica!!! Aí fico a pensar: o Bial não teria sido complacente em incluir apenas os jovens no seu conceito de BURROS?

Um grande Abraço.
 
Senhor bloggeiro,

Li seu post sobre a burrice dos adolescentes brasileiros, interessante no caso, é que você se dizendo esperto caiu no "lugar comum" da grande massa de "desentendidos" que acusam a nossa justiça de corrupta, inoperante, etc.

Veja bem, antes de você comentar sobre algum instituto jurídico ESTUDE antes de falar asneiras!

A prisão preventiva não tem por objeto a punição, mas CAUTELA OU PREVENÇÃO DE DANOS POR PARTE DO ACUSADO, como exemplo, alteração de provas (coisa que, segundo os peritos, já havia sido feita pelo casal Nardoni ao lavarem as roupas e limparem o sangue do chão do apartamento), além de risco de fuga dos acusados. Podendo ainda, ser revogada a qualquer momento, desde que o juiz perceba no decorrer do processo a perda do requisito que ensejou sua decretação.

A imprensa e pessoas como você aproveitam-se da onda de se destacar nos meios de comunicação e utilizam-se desta idéia equivocada para propagar a existência de prisão com caráter punitivo antes do trânsito em julgado da sentença condenatória, influenciando o público, de maioria leiga, e causando descrença na máquina judiciária do País.

Tenha responsabilidade ao vincular notícias aos meios de comunicações.
 
Olá...
Passo primeira vez nesse seu canto.
E digo, concordo plenamente com seu texto. Se não houvessem jovens a aplaudir o que o Bial falou, ele não falaria, de certo. Da mesma forma o certo Coordenador de Cursos da Faculdade de Medicina daqui, Salvador. Acreditaram em sua capacidade de persuasão ao tomarem sua entrevista, mesmo ele falando mal da nossa Bahia.
As pessoas, hoje, não sabem mais o que apoiar. Estão soltas, perdidas, com tantas injustiças que está pelo mundo. Qualquer um fála o que quer, e elas concordam, sem nem avaliar o que isso trará pra suas vidas.
Bial é muito inteligente. Mais do que isso... Esperto. Ele acredita na incapacidade das pessoas de reação.
Abraços...
 
Caro Blogueiro.

Já deixei meu comentário sobre o Bial, porém, me esqueci de qualificar o eminente apresentador da Rede Globo.
Pedro Bial, afirmo, é um homem extremamente inteligente, bom escritor e biógrafo. Questiono o direito que este cidadão teria de julgar nossa juventude sendo ele o apresentador e comanante do programa de televisão mais imbecil, fútil e inútil já apresentado. Ele, Bial, mostra ao público desatento durante uns 3 meses como um bando de idiotas se comporta numa mansão de luxo regados a sacanagens, bebidas, festas, etc.Um programa que mostra a burrice dos nossos jovens sim, mas este apresentador tem a coragem de condecorá-los como "Heróis". Heróis de que, me pergunto.
Resumindo: Pedro Bial tem razão em denunciar a burrice, mas não tem moral para julgar nossos "burrinhos".

Abraços
 
Eu mais uma vez.

Respondendo ao comentário do amigo "ANÔNIMO", reconheço meu erro de grafia ao escrever "tem haver". Isso foi na verdade ero de digitação, pois,se pesquisarmos, veremos que o correto é "tem há ver" e não "tem a ver".
Obrigado pela correção, caro amigo Anônimo.
 
"Que os jovens envelheçam depressa. Que admitam acima de tudo a liberdade - acima inclusive do pão. Que não sejam marginais da condição humana, isto é, escravos consentidos. Escravidão consentida é o pior sintoma de nossa época. É preciso colocar a liberdade em primeiro lugar e neurose em segundo, porque ela é uma forma de protesto. Enfim, que a juventude seja livre e neurótica."
Nelson Rodrigues.
 
- O jovem tem todos os defeitos do adulto e mais um: — o da imaturidade.

Nelson Rodrigues
 
Realmente o Bial herrou... numero de jovenz burros nao eh 90%, maz 99%.. con serteza

c.s.
 
Gostei do artigo, até o ponto em que vc resolveu (lamentavelmente) fazer como a maioria dos leigos e discorrer acerca da decisão do juiz que decretou a preventiva. Meu caro, indícios não se cofundem com provas. Quando ele diz que há indícios de autoria, não significa que esta é cabalmente atribuída aos investigados, todavia há elementos de convicção que apontam que, possivelmente,que o casal cometeu o crime. No mais, outros requisitos deverão ser considerados para a decretação da preventiva.TAL NÃO SE CONFUNDE COM O JULGAMENTO.
Todavia não há violação do direito de ser julgado cosoante o procedimento adequado só porque o investigado foi acautelado. Imagine se todo mund oresolve evocar o princípio da não-culpabilidade garantido constitucionalmente! Ninguém seria preso durante as investigações e muita gente sumiria do mapa até a condenação. A meu ver, mais estúpio que cometer um erro é sr idiota o suficiente em criticar sem saber exatamente o que está dizendo. Leia sobre processo penal primeiro, depois escreva...
 
90% dos jovens serem burros é uma visão muito otimista. Eu diria que 90% dos brasileiros são burros! Alguém que tem algum tipo de inteligência estaria vendo esses programas ridículos na televisão? Neste momento uma pessoa aqui em casa está assistindo a um programa de entrevista. Não sei o nome da apresentadora, mas o assunto é 'conheci meu amor pela internet'. Graaaaandessíssimo assunto. Como se o amor tivesse lugar determinado pra começar.

Sem contarmos os outros programas pra retardados mentais. Como por exemplo, Gugu, Faustão, Show da Fé, programação religiosa, futebol, novela, programas de "humor" de péssimo nível(todos os programas de humor brasileiros), etc.
 
É porque eles não foram ensinados a alimentar o cérebro!!!
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home
ENCONTRE-ME NO ORKUT USUÁRIO SOMBRAS SOMENTE

Minha foto
Nome:
Local: Brazil

Não sei.

ARCHIVES


Powered by Blogger

contador de visitas
contador de visitas